O que realmente acontece com seu corpo quando você come rápido

Desacelere!



Observar o que você come pode ser mais fácil dizer do que fazer, mas um estudo recente mostra que pode não ser apenas o que está no seu prato - pode ser a rapidez com que desaparece.



Pesquisadores japoneses acompanharam 1.083 adultos por cinco anos, dividindo-os em três categorias, com base na rapidez com que comiam: devagar, normal e rápido. Eles também responderam a um questionário no início do estudo, compartilhando suas dietas, atividade física e histórico médico. No início, nenhum dos voluntários apresentava síndrome metabólica - o que significa pelo menos três fatores de risco, incluindo obesidade abdominal, colesterol HDL bom baixo, triglicerídeos altos, pressão alta e açúcar no sangue - o que pode levar a problemas de saúde como doenças cardíacas e diabetes. Cuidado com estes 7 outros sinais de síndrome metabólica.



Quando os participantes relataram cinco anos depois, 84 haviam sido diagnosticados com síndrome metabólica - e sua velocidade de comer era um grande preditor, de acordo com os resultados da revista Circulação . Os comedores rápidos tinham 89% mais chances de ter síndrome metabólica do que os comedores lentos e normais. Apenas 2,3% dos comedores lentos receberam o diagnóstico, em comparação com 11,6% dos comedores rápidos.

But that’s not all. Fast eaters also saw more weight gain, larger waistlines, and higher blood sugar levels than slower munchers. The researchers say gobbling down your meal makes it easier to blow past fullness before your body has a chance to signal you to stop. “When people eat fast they tend not to feel full and are more likely to overeat