Reparação da fusão dos dedos das mãos ou dos pés

Para usar os recursos de compartilhamento nessas páginas, habilite o JavaScript.

O reparo da fusão dos dedos das mãos ou dos pés é uma cirurgia para consertar a fusão nos dedos das mãos e dos pés ou em ambos. Os dedos médio e anular ou o segundo e terceiro dedos são os mais afetados. Na maioria das vezes, essa cirurgia é feita quando a criança tem de 6 meses a 2 anos de idade.



Descrição

Esta cirurgia é realizada da seguinte forma:



  • A anestesia geral pode ser usada. Isso significa que seu filho está dormindo e não sentirá dor. Ou a anestesia local (raquianestesia ou epidural) também pode ser usada para anestesiar o braço e a mão. A anestesia geral é mais comumente usada com crianças pequenas, pois é mais segura de manusear enquanto estão dormindo.
  • O cirurgião marcará as áreas da pele que precisam ser reparadas.
  • A pele é cortada em retalhos, os tecidos moles também são cortados para separar os dedos das mãos ou dos pés.
  • Os retalhos são suturados na posição. Se necessário, pele retirada de outras partes do corpo (enxerto) será usada para cobrir áreas onde a pele está faltando.
  • A mão ou o pé são enfaixados com um curativo grosso ou gesso para que não possam ser movidos. Isso permite que a operação seja curada.

A fusão simples dos dedos das mãos ou dos pés envolve apenas a pele e outros tecidos moles. A cirurgia é mais complicada quando envolve a fusão de ossos, nervos, vasos sanguíneos e tendões. Essas estruturas podem precisar ser reorientadas para permitir que os dedos se movam de forma independente.



Por que o procedimento é realizado

Esta cirurgia é indicada se a fusão dos dedos causar problemas com a aparência estética ou com o uso ou movimentação dos dedos das mãos ou dos pés.

Riscos

Os riscos da anestesia e cirurgia em geral incluem:



  • Problemas respiratórios
  • Reações a drogas
  • Sangramento, coágulos sanguíneos ou infecção

Outras complicações possíveis relacionadas a esta cirurgia incluem o seguinte:

  • Danos por não levar sangue suficiente para a mão ou pé
  • Perda de enxertos de pele
  • Rigidez dos dedos das mãos ou dos pés
  • Lesão nos vasos sanguíneos, tendões ou ossos dos dedos
Ligue para o seu provedor se notar o seguinte:
  • Febre
  • Formigamento, dormência ou cor azulada nos dedos
  • Dor intensa
  • Inchaço

Antes do procedimento

Informe o cirurgião de seu filho sobre os medicamentos que ele está tomando. Isto inclui medicamentos, suplementos ou ervas que comprou sem receita.

  • Pergunte ao médico do seu filho quais medicamentos ele deve continuar a tomar, inclusive no dia da cirurgia.
  • Informe o seu médico imediatamente se o seu filho tiver um resfriado, gripe, febre, surto de herpes ou outra doença antes da cirurgia.

O dia da cirurgia:




sintomas de diabetes tipo 2 em adultos

  • Provavelmente, você será solicitado a não dar ao seu filho nada para comer ou beber por 6 a 12 horas antes do procedimento.
  • Dê ao seu filho os medicamentos que o médico receitou com um gole de água.
  • Certifique-se de chegar ao hospital na hora certa.

Após o procedimento

Normalmente, é necessária uma estadia de 1 a 2 dias no hospital.

Às vezes, o gesso se estende além dos dedos das mãos ou dos pés para proteger a área reparada de lesões. Crianças pequenas que passam por reparo de fusão de dedo podem exigir um gesso que vai além do cotovelo.

Depois que seu filho voltar para casa, ligue para o cirurgião se notar o seguinte:

  • Febre
  • Formigamento, dormência ou cor azulada nos dedos
  • Dor forte (seu filho pode ficar irritado ou chorar constantemente)
  • Inchaço

Expectativas (prognóstico)

O reparo geralmente é bem-sucedido. Quando os dedos unidos compartilham uma única unha, quase nunca é possível criar duas unhas de aparência normal. Uma unha ficará mais normal do que a outra. Algumas crianças precisam de uma segunda cirurgia se a fusão for complicada.

Os dedos abertos nunca terão a mesma aparência ou função.

Nomes alternativos

Reparação de fusão dos dedos da mão; Reparação de fusão do dedo do pé; Reparação de sindactilia; Separação sindactilia

Imagens

  • Antes e depois do reparo da sindactiliaAntes e depois do reparo da sindactilia
  • SindactiliaSindactilia
  • Conserto de sindactilia - sérieConserto de sindactilia - série

Referências

Kay SP, McCombe DB, Kozin SH. Deformidades da mão e dedos. In: Wolfe SW, Hotchkiss RN, Pederson WC, Kozin SH, Cohen MS, eds. Cirurgia Operatória da Mão de Green . 7ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2017: cap 36.

Mauck BM, Jobe MT. Anomalias congênitas da mão. In: Azar FM, Beaty JH, Canale ST, eds. Ortopedia cirúrgica de Campbell . 13ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2017: cap 79.

Última revisão em 25/07/2020

Versión en portugués revisada por: C. Benjamin Ma, MD, Professor, Chefe, Medicina do Esporte e Serviço de Ombro, UCSF Departamento de Cirurgia Ortopédica, San Francisco, CA. Também revisado por David Zieve, MD, MHA, Diretor Médico, Brenda Conaway, Diretora Editorial e o A.D.A.M. Equipe editorial.


o que é hs em termos médicos

Tradução e localização por: DrTango, Inc.

Lesões e doenças nos dedosLesões e doenças nos dedos Continue lendo Revista NIH MedlinePlus HealthRevista NIH MedlinePlus Health Continue lendo Tópicos de saúde A-ZTópicos de saúde A-Z Continue lendo