Insulinoma

Para usar os recursos de compartilhamento nessas páginas, habilite o JavaScript.

É um tumor no pâncreas que produz muita insulina.




fungo da pele da micose

Causas

O pâncreas é um órgão do abdômen. O pâncreas produz muitas enzimas e hormônios, incluindo o hormônio insulina. A função da insulina é diminuir o nível de açúcar (glicose) no sangue, ajudando o açúcar a chegar às células.



Na maioria das vezes, quando o nível de açúcar no sangue cai, o pâncreas para de produzir insulina para garantir que o açúcar no sangue permaneça na faixa normal. Os tumores do pâncreas que produzem insulina em excesso são chamados de insulinomas. Esses tumores continuarão a produzir insulina e podem fazer com que o açúcar no sangue fique muito baixo (hipoglicemia).



Um alto nível de insulina no sangue causa baixo açúcar no sangue (hipoglicemia). A hipoglicemia pode ser leve, levando a sintomas como ansiedade e fome. Ou pode ser grave, levando a convulsões, coma e até a morte.

Os insulinomas são tumores muito raros. Geralmente ocorrem como pequenos tumores únicos. Mas também pode haver muitos tumores pequenos.



A maioria dos insulinomas não são tumores cancerosos (benignos). Pessoas com síndromes genéticas específicas, como neoplasia endócrina múltipla tipo I (NEM), apresentam risco aumentado de desenvolver insulinomas.

Sintomas

Os sintomas são mais comuns quando você está jejuando, pulando ou atrasando uma refeição. Os sintomas podem incluir:

  • Ansiedade, mudanças de comportamento ou confusão
  • Visão turva
  • Perda de consciência ou coma
  • Convulsões ou tremor
  • Tontura ou dor de cabeça
  • Fome entre as refeições; ganho de peso é comum
  • Batimento cardíaco acelerado ou palpitações
  • Suando

Testes e exames

Após o jejum, seu sangue pode ser testado para verificar:



  • Nível de peptídeo C
  • Nível de glicose no sangue
  • Nível de insulina no sangue
  • Drogas que estimulam o pâncreas a secretar insulina
  • Resposta do corpo à injeção de glucagon

Uma tomografia computadorizada, ressonância magnética ou PET do abdômen podem ser feitas para procurar um tumor pancreático. Se o tumor não puder ser visto nas fotos, um dos seguintes testes pode ser feito:

  • Ultrassom endoscópico (teste que usa um escopo flexível e ondas sonoras para visualizar os órgãos digestivos)
  • Exame de octreotida (teste especial que procura células que produzem hormônios específicos no corpo)
  • Arteriografia pancreática (teste que usa um corante especial para visualizar as artérias do pâncreas)
  • Amostra venosa pancreática para insulina (teste que ajuda a localizar a localização aproximada do tumor dentro do pâncreas)

Tratamento

A cirurgia é o tratamento usual para o insulinoma. Se houver apenas um tumor, ele será removido. Se houver muitos tumores, parte do pâncreas precisará ser removida. Pelo menos 15% do pâncreas deve ser deixado para trás para produzir níveis normais de enzimas para a digestão.

Em casos raros, todo o pâncreas é removido se houver muitos insulinomas ou se eles voltarem continuamente. A remoção de todo o pâncreas leva ao diabetes, porque a insulina não está mais sendo produzida. Portanto, são necessárias injeções de insulina.

Se nenhum tumor for encontrado durante a cirurgia ou se você não puder fazer a cirurgia, pode receber o medicamento diazóxido para diminuir a produção de insulina e prevenir a hipoglicemia. Um comprimido de água (diurético) é administrado com este medicamento para evitar que o corpo retenha líquidos. O octreotido é outro medicamento utilizado para reduzir a secreção de insulina em algumas pessoas.

Expectativas (prognóstico)

Na maioria dos casos, o tumor não é canceroso (benigno) e a cirurgia pode curar a doença, mas uma reação hipoglicêmica grave ou a disseminação de um tumor cancerígeno para outros órgãos pode ser fatal.

Possíveis complicações

As complicações podem incluir:

  • Reação hipoglicêmica severa
  • Propagação de um tumor cancerígeno (metástase)
  • Diabetes se todo o pâncreas for removido (raro) ou se a comida não for bem absorvida se grande parte do pâncreas for removida
  • Inflamação e inchaço do pâncreas

Quando entrar em contato com um profissional médico

Ligue para o seu médico se tiver quaisquer sintomas de insulinoma. Convulsões e perda de consciência são uma emergência. Ligue para o 911 ou para o seu número de emergência local imediatamente.

Nomes alternativos

Insulinoma; Adenoma de células das ilhotas; Tumor neuroendócrico pancreático; Hipoglicemia - insulinoma

Imagens

  • Glândulas endócrinasGlândulas endócrinas
  • Insulina e liberação de alimentosInsulina e liberação de alimentos

Referências

Asban A, Patel AJ, Reddy S, Wang T, Balentine CJ, Chen H. Câncer do sistema endócrino. In: Niederhuber JE, Armitage JO, Kastan MB, Doroshow JH, Tepper JE, eds. Oncologia Clínica de Abeloff . 6ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2020: cap 68.

Site da National Comprehensive Cancer Network. Diretrizes de prática clínica da NCCN em oncologia (diretrizes da NCCN): Tumores neuroendócrinos e adrenais. Versão 2.2020. www.nccn.org/professionals/physician_gls/pdf/neuroendocrine.pdf . Atualizado em 24 de julho de 2020. Acessado em 11 de novembro de 2020.

Strosberg JR, Al-Toubah T. Neuroendocrine tumors. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Doenças gastrointestinais e hepáticas de Sleisenger e Fordtran . 11ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2021: cap 34.

Última revisão em: 29/08/2020

Versión en portugués revisada por: Brent Wisse, MD, conselho certificado em Metabolism / Endocrinology, Seattle, WA. Também revisado por David Zieve, MD, MHA, Diretor Médico, Brenda Conaway, Diretora Editorial e o A.D.A.M. Equipe editorial.

Tradução e localização por: DrTango, Inc.

Câncer de pâncreasCâncer de pâncreas Continue lendo Doenças do pâncreasDoenças do pâncreas Continue lendo Tumores benignosTumores benignos Continue lendo