Hipotireoidismo neonatal

Para usar os recursos de compartilhamento nessas páginas, habilite o JavaScript.

É a diminuição da produção do hormônio tireoidiano em um recém-nascido. Em casos excepcionais, esse hormônio não é produzido. A condição também é conhecida como hipotireoidismo congênito. Congênito significa que está presente desde o nascimento.



Causas

A glândula tireóide é um órgão importante do sistema endócrino. Ele está localizado na parte frontal do pescoço, logo acima do ponto de junção da clavícula. A tireóide secreta hormônios que controlam todas as células do corpo que usam energia. Este processo é denominado metabolismo.



O hipotireoidismo no recém-nascido pode ser causado por:



  • Ausência ou subdesenvolvimento da glândula tireóide
  • Glândula pituitária que não estimula a glândula tireóide
  • Hormônios da tireoide que são mal formados ou não funcionam
  • Remédios que a mãe tomou durante a gravidez
  • Falta de iodo na dieta da mãe durante a gravidez
  • Anticorpos produzidos pelo corpo da mãe que bloqueiam a função tireoidiana do bebê

O defeito mais comum é a glândula tireoide que não está totalmente desenvolvida. As meninas são afetadas duas vezes mais que os meninos.


efeitos colaterais do levaquin após a interrupção

Sintomas

A maioria dos bebês afetados apresenta poucos ou nenhum sintoma. Isso ocorre porque seu nível de hormônio da tireoide está apenas ligeiramente baixo. No entanto, bebês com hipotireoidismo grave costumam ter uma aparência distinta, incluindo:



  • Olhar triste
  • Rosto inchado
  • Língua grossa de fora

Essa aparência geralmente se desenvolve à medida que a doença progride.

A criança também pode ter:

  • Má alimentação, episódios de sufocamento
  • Constipação
  • Cabelo seco e quebradiço
  • Grito rouco
  • Icterícia (a pele e a esclera são amareladas)
  • Falta de tônus ​​muscular (bebê hipotônico)
  • Implante baixo de cabelo
  • Estatura baixa
  • Sonolência
  • Lentidão

Testes e exames

Um exame físico do bebê pode mostrar:



  • Tônus muscular diminuído
  • Falha de crescimento
  • Voz rouca ou choro
  • Braços e pernas curtos
  • Manchas moles muito grandes no crânio (fontanelas)
  • Mãos largas com dedos curtos
  • Ossos do crânio amplamente separados

Os exames de sangue são feitos para verificar a atividade da tireóide. Outros testes que podem ser feitos incluem:

  • Tomografia
  • Raio-x de ossos longos

Tratamento

É muito importante fazer um diagnóstico precoce. A maioria dos efeitos do hipotireoidismo são fáceis de neutralizar. Por esse motivo, a maioria dos estados dos Estados Unidos exige que todos os recém-nascidos sejam testados para hipotireoidismo.

A tiroxina geralmente é administrada para tratar o hipotireoidismo. Assim que o seu filho começar a tomar este medicamento, faça análises regulares ao sangue para se certificar de que os níveis da tiróide estão dentro dos limites normais.


quanta doxepina você pode tomar para dormir

Expectativas (prognóstico)

O diagnóstico precoce geralmente leva a um bom resultado (resultado do tratamento). Os recém-nascidos que recebem diagnóstico e tratamento durante o primeiro mês geralmente têm inteligência normal.

Sem tratamento, o hipotireoidismo leve pode causar deficiência intelectual grave e problemas de crescimento. O sistema nervoso passa por um desenvolvimento significativo durante os primeiros meses após o nascimento. A deficiência do hormônio tireoidiano pode causar danos irreversíveis.

Quando entrar em contato com um profissional médico

Consulte seu médico se:

  • Você acha que seu filho apresenta sinais ou sintomas de hipotireoidismo
  • Estão grávidas e foram expostas a medicamentos ou procedimentos antitireoidianos

Prevenção

Se uma mulher grávida toma iodo radioativo para câncer de tireoide, ele pode destruir a glândula tireoide no feto em desenvolvimento. Bebês cujas mães tomaram esses medicamentos devem ser vigiados de perto após o nascimento para verificar se há sinais de hipotireoidismo. Da mesma forma, as mulheres grávidas não devem evitar o sal enriquecido com iodo.

A maioria dos estados exige um teste de triagem de rotina para examinar todos os recém-nascidos quanto a hipotireoidismo. Se o seu estado não tiver esse requisito, pergunte ao seu provedor se o seu recém-nascido deve ser examinado.

Nomes alternativos

Cretinismo; Hipotireoidismo congênito

Referências

Chuang J, Gutmark-Little I, Rose SR. Distúrbios da tireoide em neonatos. In: Martin RJ, Fanaroff AA, Walsh MC, eds. Medicina Neonatal-Perinatal de Fanaroff e Martin: Doenças do Feto e da Criança . 10ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier Saunders; 2015: cap 97.

Wassner AJ, Smith JR. Hipotireoidismo. In: Kliegman RM, St. Geme JW, Blum NJ, Shah SS, Tasker RC, Wilson KM, eds. Nelson Textbook of Pediatrics . 21ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2020: cap 581.

Última revisão em 04/04/2019

Versão em Inglês revisada por: Liora C. Adler, MD, Medicina de Emergência Pediátrica, Hospital Infantil Joe DiMaggio, Hollywood, FL. Avaliação fornecida pela VeriMed Healthcare Network. Também revisado por David Zieve, MD, MHA, Diretor Médico, Brenda Conaway, Diretora Editorial e o A.D.A.M. Equipe editorial.

Tradução e localização por: DrTango, Inc.

HipotireoidismoHipotireoidismo Continue lendo Problemas incomuns para recém-nascidosProblemas incomuns para recém-nascidos Continue lendo Revista NIH MedlinePlus HealthRevista NIH MedlinePlus Health Continue lendo