Gastrectomia

Para usar os recursos de compartilhamento nessas páginas, habilite o JavaScript.

A gastrectomia é uma cirurgia para remover todo ou parte do estômago.




colchicina 0,6 mg para que serve

  • Se apenas parte do estômago for removida, isso é chamado de gastrectomia parcial.
  • Se todo o estômago for removido, isso é chamado de gastrectomia total.

Descrição

A cirurgia é feita enquanto você está sob anestesia geral (dormindo e sem dor). O cirurgião faz uma incisão no abdômen e remove todo ou parte do estômago, dependendo do motivo do procedimento.



Dependendo de qual parte do estômago foi removida, o intestino pode precisar ser reconectado à porção restante do estômago (gastrectomia parcial) ou ao esôfago (gastrectomia total).



Hoje, alguns cirurgiões realizam a gastrectomia com uma câmera. A cirurgia, chamada de laparoscopia, é feita com algumas pequenas incisões cirúrgicas. As vantagens desta cirurgia são uma recuperação mais rápida, menos dor e apenas algumas pequenas incisões.

Por que o procedimento é realizado

A cirurgia é usada para tratar problemas de estômago, como:



  • Sangrando
  • Inflamação
  • Câncer
  • Pólipos (crescimento na mucosa do estômago)

Riscos

Os riscos da anestesia e cirurgia em geral incluem:

  • Reações medicamentosas ou dificuldade para respirar
  • Sangramento, coágulos sanguíneos ou infecção

Os riscos desta cirurgia incluem:

  • Vazamento da conexão para o intestino que pode causar uma infecção ou abcesso
  • Estreitamento da conexão com o intestino, causando uma oclusão

Antes do procedimento

Se você é fumante, deve parar de fumar várias semanas antes da cirurgia e não voltar a fumar após a operação. Fumar retarda a recuperação e aumenta o risco de problemas. Informe seu médico se precisar de ajuda para parar de fumar.



Diga ao cirurgião ou enfermeira:

  • Se você está ou pode estar grávida
  • Quais medicamentos, vitaminas, ervas e outros suplementos você está tomando, mesmo aqueles que você comprou sem receita

Durante a semana antes da cirurgia:

  • Você pode ser solicitado a interromper o uso de anticoagulantes. Estes incluem AINEs (ácido acetilsalicílico ( aspirina ), ibuprofeno), vitamina E, varfarina (Coumadin), dabigatrana (Pradaxa), rivaroxabana (Xarelto), apixabana (Eliquis) e clopidogrel (Plavix).
  • Pergunte ao seu cirurgião quais medicamentos você ainda deve tomar no dia da cirurgia.
  • Prepare sua casa para quando retornar após a cirurgia. Arrume sua casa para que sua vida seja mais fácil e segura quando você voltar.

No dia da cirurgia:

  • Siga as instruções sobre não comer ou beber.
  • Tome os medicamentos que seu cirurgião lhe instruiu a tomar com um pequeno gole de água.
  • Chegue no hospital na hora certa.

Após o procedimento

Você pode precisar ficar no hospital por 6 a 10 dias.

Após a cirurgia, um tubo pode ser colocado no nariz, o que ajudará a manter o estômago vazio. Este tubo será removido assim que os intestinos estiverem funcionando bem.

A maioria das pessoas sente dor durante a cirurgia. Você pode receber apenas um medicamento ou uma combinação de medicamentos para controlar a dor. Avise seus provedores quando você sentir dor e se os medicamentos que está recebendo a controlam.

O seu desempenho após a cirurgia depende do motivo da operação e de sua condição.

Pergunte ao seu cirurgião se há alguma atividade que você não deve fazer quando voltar para casa. A recuperação total pode levar várias semanas. Enquanto estiver tomando analgésicos narcóticos, você não deve dirigir.

Nomes alternativos

Cirurgia - remoção do estômago; Gastrectomia - total; Gastrectomia - parcial; Câncer de estômago - gastrectomia

Imagens

  • Gastrectomia - sérieGastrectomia - série

Referências

Antiporda M, Reavis KM.Gastrectomy. In: Delaney CP, ed. Anatomia cirúrgica e abordagens de Netter . 2ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2021: Capítulo 8.

Teitelbaum EN, Hungness ES, Mahvi DM. Estômago. In: Townsend CM Jr, Beauchamp RD, Evers BM, Mattox KL, eds. Sabiston Textbook of Surgery . 20ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2017: cap 48.

Última revisão em 28/09/2020

Versão em Inglês revisada por: Debra G. Wechter, MD, FACS, prática de cirurgia geral especializada em câncer de mama, Virginia Mason Medical Center, Seattle, WA. Também revisado por David Zieve, MD, MHA, Diretor Médico, Brenda Conaway, Diretora Editorial e o A.D.A.M. Equipe editorial.

Tradução e localização por: DrTango, Inc.

Câncer de estômagoCâncer de estômago Continue lendo Doenças estomacaisDoenças estomacais Continue lendo Revista NIH MedlinePlus HealthRevista NIH MedlinePlus Health Continue lendo