Arritmias

Para usar os recursos de compartilhamento nessas páginas, habilite o JavaScript.

É uma frequência cardíaca (pulso) ou distúrbio do ritmo cardíaco. O coração pode bater muito rápido (taquicardia), muito lento (bradicardia) ou irregularmente.



Uma arritmia pode não causar danos, ser um sinal de outros problemas cardíacos ou um perigo imediato para a sua saúde.



Causas

Normalmente, o coração funciona como uma bomba que leva sangue aos pulmões e ao resto do corpo.



Para ajudar a que isso aconteça, seu coração tem um sistema elétrico que garante que ele se contraia (se comprime) de maneira ordenada.

  • O impulso elétrico que sinaliza para o coração se contrair começa em uma área do coração chamada de nó sinoatrial (também chamado de nó sinusal ou nó SA). Este é o marca-passo natural do coração.
  • O sinal deixa o nó sinoatrial e viaja pelo coração ao longo de uma série de vias elétricas.
  • Diferentes mensagens nervosas indicam que o coração deve bater mais devagar ou mais rápido.

As arritmias são causadas por problemas com o sistema de condução elétrica do coração.



  • Sinais anormais (extras) podem estar presentes.
  • Os sinais elétricos podem ser bloqueados ou atrasados.
  • Os sinais elétricos viajam por rotas novas ou diferentes através do coração.

Algumas causas comuns de batimentos cardíacos anormais são:

  • Níveis anormais de potássio ou outras substâncias no corpo
  • Ataque cardíaco ou dano miocárdico de um ataque cardíaco anterior
  • Doença cardíaca que está presente ao nascimento (congênita)
  • Insuficiência cardíaca ou coração dilatado
  • Hipertireoidismo
ArritmiasVeja este vídeo sobre: ​​Arritmias

As arritmias também podem ser causadas por algumas substâncias ou medicamentos, incluindo:

  • Álcool ou drogas estimulantes
  • Certos medicamentos
  • Tabagismo (nicotina)
Alguns dos ritmos cardíacos anormais mais comuns são:
  • Fibrilação ou flutter atrial
  • Taquicardia reentrante do nó atrioventricular (AVRNT)
  • Bloqueio cardíaco ou atrioventricular
  • Taquicardia atrial multifocal
  • Taquicardia supraventricular paroxística
  • Síndrome do nódulo sinusal
  • Taquicardia ventricular ou fibrilação
  • Síndrome de Wolff-Parkinson-White

Sintomas

Quando você tem uma arritmia, seu batimento cardíaco pode ser:



  • Muito lento (bradicardia)
  • Muito rápido (taquicardia)
  • Batimentos cardíacos irregulares, irregulares ou possivelmente extras ou perdidos

Uma arritmia pode estar presente o tempo todo ou pode ser intermitente. Você pode ou não sentir sintomas quando a arritmia está presente. Ou você só pode notá-los quando estiver mais ativo.

Os sintomas podem ser muito leves ou podem ser graves ou mesmo fatais.

Os sintomas comuns que podem ocorrer quando ocorre a arritmia podem incluir:

  • Dor no peito
  • Desmaio
  • Tontura, vertigem
  • Palidez
  • Palpitações (você sente que seu coração está batendo rápido ou irregular)
  • Dificuldade para respirar
  • Suando

Testes e exames

O profissional de saúde ouvirá o coração com um estetoscópio e sentirá o pulso. A pressão arterial pode estar baixa ou normal, ou até alta como resultado do desconforto.

O primeiro teste será um ECG.

Dispositivos de monitoramento cardíaco são frequentemente usados ​​para identificar o problema de ritmo, como:

  • Monitoramento Holter (no qual você usa um dispositivo que registra e arquiva sua frequência cardíaca por 24 horas ou mais)
  • Monitor de eventos ou gravador implantável (usado por 2 semanas ou mais, no qual você registra sua frequência cardíaca quando sente um ritmo anormal)
  • Outras opções de monitoramento de longo prazo

Às vezes, é solicitado um ecocardiograma para examinar o tamanho ou a estrutura do coração.

Em casos selecionados, uma angiografia coronária pode ser realizada para verificar como o sangue está fluindo nas artérias do coração.

Um teste especial, denominado estudo eletrofisiológico (EPS), às vezes é feito para examinar de perto o sistema elétrico do coração.

Tratamento

Quando uma arritmia é grave, pode ser necessário tratamento urgente para restaurar o ritmo normal. Isso pode incluir:

  • Terapia elétrica (desfibrilação ou cardioversão)
  • Implantação de marca-passo cardíaco temporário
  • Medicamentos pela veia ou pela boca

Às vezes, obter um tratamento melhor para sua angina ou insuficiência cardíaca diminuirá sua chance de ter uma arritmia.

Medicamentos chamados antiarrítmicos podem ser usados:

  • Para evitar a recorrência de uma arritmia
  • Para evitar que sua frequência cardíaca fique muito rápida ou lenta

Alguns desses medicamentos podem ter efeitos colaterais. Tome-os conforme prescrito pelo provedor. NÃO pare de tomar o medicamento ou mude a dose sem primeiro verificar com seu provedor.

Outros tratamentos para prevenir ou tratar ritmos cardíacos anormais incluem:

  • A ablação cardíaca é usada para neutralizar áreas do coração que podem estar causando problemas de ritmo cardíaco.
  • Um desfibrilador cardioversor implantável é colocado em pessoas que apresentam alto risco de morte cardíaca súbita.
  • Um marcapasso permanente, um dispositivo que detecta quando seu coração está batendo muito devagar. Isso envia um sinal ao coração que o faz bater na taxa correta.

Expectativas (prognóstico)

O resultado depende de vários fatores:

  • O tipo de arritmia que você tem.
  • Se você tem doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca ou doença das válvulas cardíacas.

Quando entrar em contato com um profissional médico

Verifique com seu provedor se:

  • Você desenvolve algum dos sintomas de uma possível arritmia.
  • Foi-lhe diagnosticado uma arritmia e os seus sintomas pioram ou NÃO melhoram com o tratamento.

Prevenção

Tomar medidas para prevenir a doença arterial coronariana pode diminuir sua chance de ter uma arritmia.

Nomes alternativos

Ritmos cardíacos anormais; Bradicardia; Taquicardia; Fibrilação

Instruções do paciente

  • Alta após implantação de marca-passo cardíaco
  • Alta após fibrilação atrial
  • Em uso de varfarina (Coumadin, Jantoven) - o que perguntar ao seu médico

Imagens

  • Seção transversal no meio do coraçãoSeção transversal no meio do coração
  • Vista anterior do coraçãoVista anterior do coração
  • Freqüência cardíaca normalFreqüência cardíaca normal
  • BradicardiaBradicardia
  • Taquicardia ventricularTaquicardia ventricular
  • Registro de ECG durante bloqueio atrioventricularRegistro de ECG durante bloqueio atrioventricular
  • Sistema de condução cardíacaSistema de condução cardíaca

Referências

Al-Khatib SM, Stevenson WG, Ackerman MJ, et al. Diretriz da AHA / ACC / HRS 2017 para o manejo de pacientes com arritmias ventriculares e a prevenção da morte cardíaca súbita: Resumo executivo: Um relatório do American College of Cardiology / Força-tarefa da American Heart Association sobre as Diretrizes de Prática Clínica e da Heart Rhythm Society. Ritmo do coração . 2018; 15 (10): e190-e252. PMID: 29097320 pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29097320/ .

Olgin JE. Abordagem do paciente com suspeita de arritmia. In: Goldman L, Schafer AI, eds. Goldman-Cecil Medicine . 26ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2020: cap 56.


isso é bom para vertigem

Tomaselli GF, Rubart M, Zipes DP. Mecanismos de arritmias cardíacas. In: Zipes DP, Libby P, Bonow RO, Mann DL, Tomaselli GF, Braunwald E, eds. Braunwald's Heart Disease: A Textbook of Cardiovascular Medicine . 11ª ed. Filadélfia, PA: Elsevier; 2019: cap 34.

Tracy CM, Epstein AE, Darbar D, et al. Atualização com foco em 2012 ACCF / AHA / HRS das diretrizes de 2008 para terapia baseada em dispositivo de anormalidades do ritmo cardíaco: um relatório da American College of Cardiology Foundation / American Heart Association Task Force on Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol . 2012; 60 (14): 1297-1313. PMID: 22975230 pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22975230/ .

Última revisão 07/07/2020

Versão em Inglês revisada por: Thomas S. Metkus, MD, Professor Assistente de Medicina e Cirurgia, Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, Baltimore, MD. Também revisado por David Zieve, MD, MHA, Diretor Médico, Brenda Conaway, Diretora Editorial e o A.D.A.M. Equipe editorial.

Tradução e localização por: DrTango, Inc.

ArritmiaArritmia Continue lendo Revista NIH MedlinePlus HealthRevista NIH MedlinePlus Health Continue lendo Tópicos de saúde A-ZTópicos de saúde A-Z Continue lendo