4 dores no corpo que você nunca deve ignorar

Embora todo mundo experimente pequenas dores e sofrimentos de vez em quando, a dor também pode servir como uma bandeira vermelha, um sinal de que algo pode estar errado. Aprenda sobre as 4 dores no corpo que você nunca deve ignorar.

Talvez você tenha experimentado uma sensação aguda de tiro que não consegue explicar, ou uma dor surda que nunca vai embora. Esses tipos de dores podem ser indícios de seu bem-estar geral. Mesmo que você tenha feito exames de sangue ou outras formas de teste que indiquem que você está tudo bem, seu corpo pode estar tentando dizer que algo está errado. Para ajudá-lo a prevenir situações potencialmente fatais, o médico revela as quatro dores no corpo que você nunca deve ignorar.



Dor na mandíbula: pode sinalizar um ataque cardíaco



Uma dor vaga e incômoda no lado esquerdo inferior da mandíbula nunca deve ser ignorada. Essa dor aumenta e diminui ao longo de alguns minutos. Além disso, ele se move de forma que você não consegue identificar exatamente onde o incomoda. Conhecida como “dor referida”, essa sensação ocorre quando os nervos ao redor do coração ficam agitados, enviando dor através dos nervos da coluna para outros locais do corpo, especificamente a mandíbula, o ombro e o braço esquerdos.



SABER MAIS: Como saber se você pode estar tendo um ataque cardíaco

Médico Escala de quando se preocupar pode ajudá-lo a compreender a diferença entre a dor benigna da mandíbula, como ATM, uma infecção dos seios da face ou uma dor de dente, e uma dor grave na mandíbula associada a um ataque cardíaco.



Zona Verde: Menor risco

Se mover a mandíbula (como ao mastigar) aumenta a dor, é provável que o desconforto não tenha nada a ver com o seu coração.



Zona Amarela: Risco Médio

Dor na mandíbula que acontece pela manhã pode ser um exemplo de dor referida e serve como um sinal de alerta de que você está sob risco de um ataque cardíaco. O seu sangue fica mais espesso a esta hora do dia, o que provoca um aumento da pressão arterial, aumentando o risco de ataque cardíaco.

Zona Vermelha: o risco mais alto

A dor provocada pela atividade física pode se manifestar em várias áreas, incluindo o peito, mandíbula, braço esquerdo e ombro, um cenário que normalmente indica que você está tendo um ataque cardíaco. Também pode ocorrer falta de ar, um sintoma comum de ataque cardíaco em mulheres. Você também pode ter outros sinais clássicos de ataque cardíaco, como tonturas ou náuseas. Nesse caso, consulte um médico imediatamente.


qual medicação pode ser prescrita para aliviar o desconforto associado a uma infecção do trato urinário?

Dor nas pernas: pode sinalizar trombose venosa profunda (TVP)

Esse tipo de dor começa bem no fundo da panturrilha e é semelhante a uma dor ou cãibra semelhante a um cavalo charley. A área da perna pode ficar inchada e vermelha com o aparecimento súbito de veias varicosas.

Dor nas pernas como essa pode ser um sinal de trombose venosa profunda (TVP), que ocorre quando um coágulo de sangue se forma dentro de uma veia. Essa situação pode ser fatal quando um coágulo se solta e viaja pela corrente sanguínea, causando uma embolia que pode ficar presa no cérebro, coração, pulmões ou outra área.

SABER MAIS: Folha de dados sobre coágulos sanguíneos

Escala de quando se preocupar
Gráfico de dor nas pernas

Zona Verde: Menor risco

Você tem estado ativo ou em movimento e tem desconforto na panturrilha acompanhado de tornozelos inchados. Essa combinação geralmente não é motivo de preocupação e é provavelmente causada por uma distensão muscular.

Zona Amarela: Risco Médio

Você tem sido sedentário, talvez viajando e sentado em uma posição confinada. Nessas situações, certifique-se de manter a circulação saudável das pernas levantando-se de vez em quando e movendo-se ou simplesmente movendo as pernas enquanto estiver sentado.

Zona Vermelha: Maior risco

Se sua perna ficar vermelha e quente, ligue para seu médico, que pode pedir um ultrassom, um teste não invasivo simples que vai determinar o que está acontecendo.

Dor abdominal: pode sinalizar cálculos biliares

Dor abdominal ou de estômago pode ser um sinal de cálculo biliar, uma condição que afeta uma em cada quatro mulheres nos Estados Unidos. O sintoma mais comum de dor de cálculo biliar ocorre no lado superior direito da barriga, acima da caixa torácica. Essa dor pode ser aguda e pode se espalhar para as costas ou abaixo da omoplata. Geralmente não desaparece quando você está se movendo.


pt/inr faixa normal

ASSISTIR: Saúde da vesícula biliar

Os cálculos biliares nem sempre causam sintomas, a menos que estejam bloqueando um ducto cístico ou um ducto biliar comum. Podem ocorrer complicações graves, como ruptura da vesícula biliar ou pancreatite.

Escala de quando se preocupar

Zona Verde: Menor risco

Se a dor abdominal for aliviada com antiácidos ou depois de urinar ou evacuar, é mais provável que seja apenas dor de estômago.

Zona Amarela: Risco Médio

Se mover-se ou mudar de posição não ajudar a aliviar a dor, pode indicar um bloqueio.

Zona Vermelha: Maior risco


qual é a maneira mais rápida de curar um cóccix dolorido

Dor abdominal que ocorre dentro de 20-30 minutos toda vez que você ingere alimentos gordurosos pode sinalizar cálculos biliares. Mantenha um registro e procure a ajuda de um médico se a dor for forte.

Alfinetes e agulhas: podem sinalizar lesão do nervo

Alfinetes e agulhas, ou dor de formigamento, são um sintoma comum de circulação prejudicada, como quando seu pé 'adormece'. Também pode indicar que você comprimiu ou danificou um nervo (como acertar seu osso engraçado). Além de um formigamento ou sensação elétrica, pode ser como se estivesse queimando ou entorpecido.

Escala de quando se preocupar

Zona Verde: Menor risco

O formigamento desaparece poucos minutos depois de mover o corpo, o que aumenta o fluxo sanguíneo para a área.

SABER MAIS: Causas comuns de dormência

Zona Amarela: Risco Médio

A dor persiste por vários dias. Com esse tipo de trauma, os nervos ao redor dos vasos sanguíneos, ossos e músculos podem ser traumatizados e demorar um pouco mais para se recuperar.

Zona Vermelha: Maior risco

Se você tiver formigamento acompanhado de fraqueza muscular, isso pode indicar uma condição neurológica grave e deve ser verificado pelo seu médico.